Quaresma: Dicas para tornar este tempo inesquecível para sua comunidade

Tempo de leitura: 9 minutos

image_pdfimage_print

Quaresma é tempo de oração e penitências, de conversão.  Ou seja, para a Igreja é tempo de evangelizar. Seja pela palavra ou por obras concretas, esse período litúrgico é mais uma oportunidade de proporcionar aos fiéis e aos irmãos afastados da Igreja o reencontro com Cristo. Mas, de que maneira podemos tornar a Quaresma um tempo especial de conversão? Confira aqui algumas dicas práticas de como trabalhar a evangelização durante esse tempo.

Dica 1: Reafirmar o valor da meditação da via-sacra

Percorrer o caminho de Cristo, desde a sua condenação por Pilatos até o Calvário: eis um dos exercícios de piedade espiritual que mais caracteriza a Quaresma para o cristão. No entanto, muitas vezes os fiéis não compreendem o valor da via-sacra e acabam deixando de participar desse momento. Cabe, portanto, aos sacerdotes e líderes de pastorais e movimentos incentivar a vivência da comunidade recordando que todo batizado deve percorrer espiritualmente a via crucis acompanhando o sofrimento de Cristo, sua entrega por nossa salvação, pela redenção da humanidade.
O Papa Francisco, quando esteve no Brasil em 2013, vivenciou um momento especial de oração da via-sacra com os participantes da Jornada Mundial da Juventude. Na ocasião, ele explanou que na cruz de Cristo não apenas o sofrimento de Cristo, mas também o nosso. De acordo com o Papa, por meio da meditação da via-sacra, nos recordamos de que “Cristo carrega as nossas cruzes e nos diz: Coragem! Você não está sozinho a levá-la! Eu a levo com você. Eu venci a morte e vim para lhe dar esperança, para lhe dar vida”.

***LEIA TAMBÉM – As perguntas fundamentais sobre Liturgia que você deveria saber responder ***

Dica 2: Incentivar a prática do jejum

O jejum é com que um remédio que ajuda o cristão a combater seus adversários espirituais. É uma mortificação exterior que tem por objetivo restaurar o interior. Contudo, nem sempre é essa a compreensão que os fiéis têm sobre o jejum. É necessário, portanto, uma orientação sobre o valor desse exercício durante a Quaresma e as diferentes maneiras de praticá-la.

Dica 3: Promover a reconciliação

Uma das maneiras do cristão manifestar sua conversão é por meio do sacramento da confissão – também chamado de sacramento da conversão e da reconciliação. Pela confissão, o penitente entrega a Jesus as misérias que carrega dentro de si, confiando na Misericórdia Divina.

É no perdão dos pecados que se dá a reconciliação com Deus e com a Igreja. Como o Magistério recomenda em seus mandamentos que o cristão deve confessar-se ao menos pela Páscoa , convém que as paróquias estejam dispostas a oferecer e a facilitar aos fiéis a oportunidade de se confessar durante a Quaresma.

Lembremos sempre de que a evangelização não se dá apenas no transmitir a doutrina, mas principalmente pelo  encontro pessoal com Cristo. Quando promovemos ocasiões favoráveis para esse encontro, o fiel, de maneira espontânea, procura viver os sacramentos da Igreja e, sendo assim, a evangelização acontece em toda a sua plenitude.

Indicações de leitura:

Catecismo da Igreja Católica: 1422, 1440, 1446.

Cartas do Papa João Paulo II sobre a Quaresma
Acesse a carta aqui***

Cartas do Papa Francisco sobre a Quaresma
image_pdfimage_print